Você Pode se Voluntariar Para Abraçar Bebês Viciados em Drogas Para Ajudá-los na Recuperação

Se você já sonhou em fazer a diferença através do voluntariado, essa pode ser a oportunidade que você estava esperando conhecer. Não é necessário nenhuma habilidade especial, só precisa de um coração cheio de amor e carinho. Você pode se tornar uma salvação para alguns preciosos bebês cuja as vidas estão em risco em todas as partes.

istockphotos.com/MW47

Todos os dias nascem diversos bebês viciados em drogas. Embora não sejam culpados por ter esta condição, esses pequeninos especiais com síndrome de abstinência neonatal (SAN) vêm ao mundo com necessidades únicas. Uma dessas necessidades é o forte desejo de ser segurados e abraçados quando eles estão passando por sintomas extremamente difíceis da abstinência de drogas.

É neste momento que os heróis voluntários do hospital entram em cena.

O CDCrelata um acréscimo de 383% nos casos de SAN nas últimas duas décadas. À medida em que os incidentes aumenta, a necessidade de voluntários do abraço também aumentaram.

istockphotos.com/Mikolette

Aumentando o desafio, grupos compassivos de voluntários estão se reunindo em hospitais de todas as partes. Eles vêm ao lado da equipe de enfermagem, que está geralmente sobrecarregada, para ajudar a dar a essas crianças uma melhor chance de sobrevivência e uma qualidade de vida mais decente.

Jane Cavanaugh, uma enfermeira da Pensilvânia, sentiu a necessidade de iniciar um programa de voluntariado para ajudar os bebês que já nascem viciados em drogas. Ela estabeleceu apenas um grupo desse tipo no Hospital Universitário Thomas Jefferson. Cavanaugh explicou para os meios de comunicação que esses bebês precisam de abraços mais longos que os abraços comuns, e também eles precisam de atenção para ficarem mais seguros durante o processo de abstinência.

istockphotos.com/FatCamera

Líderes de outros programas de voluntários de carinho concordam. O aumento do toque humano pode permitir que esses bebês passem pelo processo de abstinência mais rapidamente sem precisar de muita medicação. Em vez de inconsoláveis e agitados, os bebês viciados em drogas que fazem parte deste programa, tendem a ser mais calmos do que aqueles que não têm acesso a este benefício.

Este processo se mostrou bom até mesmo em encurtar o período que o bebê precisa ficar no hospital pós-natal.

istockphotos.com/Daniela Jovanovska-Hristovska

Se você quiser ter a chance de ajudar esses bebês em dificuldade a se sentirem mais protegidos, pode haver um programa de carinho em um hospital perto de você. Muitos estados os estabeleceram. Você só precisa fazer uma rápida pesquisa on-line para encontrar o programa de carinho mais próximo de você e descobrir como você pode se voluntariar para fazer a diferença na vida de alguns dos membros mais vulneráveis ​​da sociedade. Carinho é essencial para o bom desenvolvimento físico e psicológico de todos os bebês.

O contato pele-a-pele é parte da ligação natural entre os seres humanos e seus descendentes. Infelizmente, quando um pai é incapaz de suprir essa necessidade humana básica, um recém-nascido pode sofrer. Essa necessidade natural é ainda maior para bebês dependentes de drogas.


Tanto os homens quanto as mulheres assumiram este papel na hora se se tornar um voluntário. Um hospital em Atlanta até mesmo tem um voluntário chamado carinhosamente de "Vovô da UTI". Ele adora ajudar os pais e os funcionários a manter os recém-nascidos confortáveis, Essas pessoas atenciosas realmente merecem o nosso mais profundo respeito e admiração! Suas ações altruístas podem dar aos bebês nascidos com problemas a ter mais esperança para o futuro.


Você tem interesse em se tornar um voluntário do carinho? Se este artigo te inspirou a mostrar amor e compaixão pelo próximo, compartilhe este artigo para ajudar a espalhar a conscientização sobre essa incrível oportunidade de voluntariado.