Saia da água imediatamente se você notar ondas quadradas no mar

O nosso planeta é realmente uma incrível e hipnotizante terra de água e massa. Enquanto a sua beleza por diversas vezes nos cativa para uma exploração, a sua força e poder nos lembra que nós somos meros visitantes de tudo o que pertence à Mãe Natureza e que devemos sempre tomar muito cuidado com seus perigos.

O último exemplo de tal equilíbrio entre a beleza e o cuidado, foi uma fotografia tirada na Ilha de Rhe, destino turístico Francês que ganhou agora sua popularidade. A imagem capturou uma nova definição de tempestade perfeita, e não é uma onda gigante.

A ilha é nada mais que uma faixa curta e estreita de terra que se estende por quase 5 quilômetros de largura por cerca de 30 quilômetros de comprimentos. A mais famosa menção no mundo até o momento foi no livro “The Expedition To The Isle Of Rhe”, de Edward Lord Herbert of Cherbury, K.B. Este livro pouco conhecido foi publicado no ano de 1860 e narra a história de uma frota de 100 navios Ingleses que transportavam 6.000 homens que ficaram encalhados na ilha ao mesmo tempo em que lutavam contra os Franceses no ano de 1627.

Hoje em dia, no entanto, a Ilha de Rhe é famosa devido à uma fotografia que capturou "ondas quadradas", que são também um perfeito exemplo de como o grande poder e força da natureza pode surgir em um pacote tão belo e atraente.

Apost.com

Essas ondas únicas apareceram no formato de um tabuleiro de xadrez através das águas, formando formatos quadrados únicos que foram capturados por fotógrafos no farol da ilha. As fotografias se tornaram uma verdadeira sensação na internet, e as pessoas estão se perguntando o que diabos fez com que as ondas quadradas, e por que as pessoas só estão vendo isso agora?

O porquê se deve ao fato da ilha ser localizada onde dois mares se encontram. A interseção é chamada de mar cruzado. Quando dois sistemas de ondas (um de cada mar) são criados por dois diferentes sistemas climáticos e se cruzam de maneira perpendicular, ele pode criar as ondas em grade como as vistas na costa de Rhe. Que flagra!

As condições devem ser perfeitas para que se possa ter uma amostra visual do que está acontecendo. As ondas, ou ondulações, viajam longas distâncias sobre a superfície do mar, muitas vezes até as distantes marges do sistema climático que as criou. Quando estas ondulações colidem na presença mínima de ventos marinhos, cria-se uma grade entre os mares.

O ângulo de aproximação também é importante. Se for muito superficial pode parecer que as ondas vêm da mesma direção. Se não houver energia suficiente a crista achatada será quase imperceptível. Muito local de cisalhamento do vento e a forma das ondulações serão quebrada. Se você olhar para o mar, que é mais de uma praia, também pode ser difícil identificar as ondas quadradas.

Então, o fenômeno do mar cruzado é bastante comum, mas ver, de fato, os efeitos visuais das peculiares formações requer condições climáticas perfeitas. Além disso, essas condições raramente estão alinhadas.

Embora assistir essas ondas pessoalmente seja realmente incrível, lembre-se que os mares cruzados são algumas das águas mais perigosas conhecidas pelo homem, pois as extraordinariamente forte correntezas podem levá-lo para bem longe no oceano em segundos. É fácil ser fisgado pela singular beleza das ondas quadradas nos mares cruzados, mas nunca ouse a pensar que você é mais forte que a Mãe Natureza. Entrar nessa tempestade perfeita de ondas colidentes não é de maneira alguma aconselhável.


A Ilha de Rhe entrou na sua lista de destinos de férias? Você já teve sorte o bastante de presenciar ondas quadradas em mares cruzados? Diga-nos os que você acha nos comentários. Não se esqueça de compartilhar este lindo fenômeno com seus amigos e familiares!