Pesquisa revela que os pais continuam perdendo o sono por preocupação com os filhos mesmo quando eles já são adultos

Para os pais, os filhos serão sempre como bebês, independentemente da idade que tenham. Quando as crianças são pequenas, você preocupa com coisas como: se elas estão comendo frutas e legumes suficientes, ou se elas vão cair e se machucar durante o recreio sem que você esteja por por perto para poder ampará-las, etc. A criança vai ficando um pouco mais velha, e as preocupações mudam para: como pagar uma faculdade e a autoescola, para que ela possa ter um bom emprego e locomover-se pela cidade de maneira segura.

Porém, uma coisa é certa: não importa a idade dos seus filhos, você sempre se preocupará com a saúde e o bem-estar deles. E saiba que, se você é um pai ou uma mãe que se preocupa constantemente com os filhos adultos, você certamente não está sozinho. Na verdade, estudos recentes mostram que a maioria dos pais continua se preocupando com os filhos adultos a ponto de perder o sono por causa disso! Mesmo que os filhos já tenham saído de casa e até constitído a própria família, não significa que as preocupações terminam!

Pais continuam perdendo o sono preocupando-se com os filhos já crescidos

Uma pesquisadora da Penn State University (nos Estados Unidos), chamada Amber J. Seidel, decidiu conduzir um estudo para entender como funciona a relação entre os padrões de sono dos pais e suas preocupações com os filhos já adultos. A pesquisa revelou que, mesmo depois que os filhos crescem, o estresse de tentar sempre ajudá-los e se preocupar com eles continua para sempre.

Em uma entrevista com a CBS News, Seidel diz que agora ela sabe exatamente quantos pais compartilham essa característica. Ela também aponta para o fato de que a sociedade em geral parece falar das apenas das preocupações dos pais com as crianças até a adolescência, mas o estresse que continua à medida que elas se tornam adultas quase não é mencionado, que foi justamente o que a inspirou a conduzir este estudo.

apost.com

istockphotos.com/AntonioGuillem

O estudo, que posteriormente foi publicado na revista "The Gerontologist", acompanhou 186 casais heterossexuais para compreender o tema. Todos eles eram de meia-idade e casados. O ponto principal do estudo era encontrar respostas para as três grandes perguntas que os pesquisadores tinham: primeiro, eles gostariam de saber o quanto de apoio os casais podiam oferecer aos filhos; segundo, o quão estressados eles se sentiam por causa dos filhos; e, por último, como era o padrão de sono dos pais.

As famílias precisavam dizer quanto de apoio os filhos adultos necessitavam. A escala era de 1-8, sendo 1 todos os dias, e 8 menos de uma vez por ano. A definição de apoio do estudo era variada. A palavra poderia significar basicamente qualquer coisa, desde conversas e conselhos, até ajuda financeira. Em seguida, o estudo continuava com a questão de quanto esses pais se preocupavam com os filhos adultos, o que foi avaliado em uma escala de 1-5. Eles também tinham que medir seus níveis de estresse sobre a situação, e o quão preocupados ficavam na ânsia de ajudar os filhos. A última parte do estudo era a pergunta sobre o quanto os pais conseguiam dormir à noite. As mulheres relataram uma pequena quantidade a mais de sono do que os homens. Mais especificamente 6,66 e 6,59 horas, respectivamente.

Conclusão

istockphotos.com/LightFieldStudios

Apesar dos resultados serem inesperados para algumas pessoas, este estudo chegou a algumas conclusões importantes. Com estes resultados, é possível constatar que as relações com os filhos adultos ainda podem impactar significativamente a quantidade de sono dos pais de meia-idade. Porém, pais e mães são afestados de forma ligeiramente diferente. As mulheres do estudo relataram problemas para dormir por conta da ansiedade causada pelo apoio oferecido aos filhos adultos. Por outro lado, os homens pareciam ter problemas de sono decorrentes do estresse de oferecer apoio aos filhos crescidos. Todos sabemos como dormir bem é importante.

Ter uma boa noite de sono nos ajuda a manter a mente e o corpo saudáveis. E este novo estudo mostra que as preocupações com os filhos na idade adulta podem ter efeitos nocivos à quantidade de sono e, consequentemente, ao bem-estar dos pais em geral. Não dormir o suficiente pode causar problemas de aprendizagem, memória, alterações de humor e tempos de reação mais lentos. Porém, Seidel gostaria de lembrar às pessoas que todos lidam com estresse, e este não é o único problema. O mais importante é que possamos encontrar maneiras saudáveis de lidar com esse estresse para reduzir seu impacto em nossas vidas.

Dicas para lidar com o estresse

istockphotos.com/Milkos

Quando se trata de filhos, dá para perceber de que a preocupação com eles será um fator constante na vida. Mas isso não significa que você deve deixar que estas preocupações o controlem. Seja com filhos pequenos ou adultos, existem dicas para lidar com o estresse que podem ajudá-lo a manter um estilo de vida adequado, lidando com estas preocupações de forma saudável. Siga estas recomendações de especialistas ao tentar lidar com os seus níveis de estresse e você vai notar uma melhoria significativa na sua qualidade de vida e padrões de sono!

Tenha uma dieta balanceada

istockphotos.com/RossHelen

Manter uma dieta saudável pode ajudar o seu cérebro e o seu corpo a funcionar corretamente. Por sua vez, isso o ajudará a manter padrões de sono melhores e mais regulares. Evite pular refeições, e tenha sempre consigo um lanchinho para aumentar a sua energia e melhorar o seu humor quando a fome bater.

Faça exercícios e outras atividades diariamente

istockphotos.com/nd3000

Exercícios são estimulantes instantâneos do humor e extremamente importantes para manter um estilo de vida saudável. Ser ativo pode ajudá-lo a queimar um pouco do seu excesso de energia, e conseguir obter uma quantidade adequada de sono após a realização da atividade.

Retribua

istockphotos.com/Wavebreakmedia

Pode ser muito prazeroso fazer um trabalho voluntário na comunidade local ou encontrar grupos com os quais se identifica para socializar. Conectar-se com outras pessoas sobre algo positivo pode dar ao seu cérebro o descanso que ele precisa de todo esse estresse, e você ficará com sentimentos prazerosos e felicidade de espírito ao colocar sua energia em algo que pode melhorar a vida de outros.

Converse com alguém

istockphotos.com/LeoPatrizi

Todo mundo precisa conversar com alguém sobre seus pensamentos e sentimentos mais íntimos às vezes. Não ache que as únicas pessoas com quem você pode conversar são o cônjuge e os filhos adultos. É importante que nós possamos conversar também com nossos amigos, ou até mesmo com profissionais e grupos de apoio, se necessário, para que possamos administrar os nossos sentimentos.

Dê uma pausa a si mesmo

istockphotos.com/swissmediavision

Esqueça um pouco dos problemas e faça coisas que você gosta de fazer. Permita-se ler o seu livro favorito, ouvir as músicas que gosta, ou ir ao spa receber uma massagem. Esquecer da situação problemática por um tempo pode permitir que você veja as coisas mais claramente depois.

Diminua o consumo de álcool e cafeína

istockphotos.com/RomoloTavani

O álcool e a cafeína podem ter muitos impactos negativos no corpo humano. Eles podem instigar a raiva, aumentar os níveis de ansiedade e até mesmo causar ataques de pânico. Reduzir os níveis dessas duas substâncias pode ajudar a reduzir a sua ansiedade em geral, trazendo impactos significativos na sua saúde e bem-estar em geral.

Mantenha um diário

istockphotos.com/RomoloTavani

Às vezes pode parecer que não dá para desabafar completamente com alguém sobre os seus problemas. Você já tentou manter um diário? Ele permite que você se expresse da maneira que quiser e precisar, sem o menor sinal de julgamento. Basta escrever tudo que você precisa colocar pra fora, e os pensamentos negativos e as preocupações desaparecerão. Se você achava que era o único a continuar a se preocupar com os filhos mesmo depois que eles cresceram, agora pode ter certeza de que não é . Mas é importante lembrar de lidar com esse estresse de forma saudável e adequada. Não permita que ele tome conta da sua vida e afete o seu sono. Lembre-se de continuar seu relacionamento amoroso com os filhos à medida que eles crescem, e contribuir a felicidade deles da maneira que puder.

Saiba mais no vídeo abaixo:

E então, você se identificou com os resultados dessa pesquisa? Os seus filhos costumam ter um impacto significativo nos seus níveis de stress? Conte pra gente nos comentários e mostre isso para outros pais e mães com filhos adultos para ver o que eles acham!

Nosso conteúdo é criado com o melhor dos nossos conhecimentos, mas é de natureza geral e não pode, de maneira nenhuma, substituir uma consulta individual com o seu médico. A sua saúde é muito importante para nós!