Mulher defende o seu anel de noivado de $130 dólares (cerca de 530 reais) após funcionária dizer que ele é "patético"

O noivado é uma ocasião especial. Muitas pessoas adoram ostentar alianças caras só para mostrar a importância do evento. Por outro lado, algumas são mais práticas.

Por causa das altas prestações dos financiamentos estudantis, dos valores astronômicos dos aluguéis e das incertezas do mercado de trabalho, elas preferem recusar o luxo.

Essa decisão recebe uma boa dose de críticas.

Vamos pegar o exemplo de Ariel McRae e seu marido, Quinn. De acordo com uma publicação escrita por Ariel nas redes sociais, o casal do Tennessee se conheceu pela internet e se apaixonou perdidamente. Depois de muitas conversas intensas pelo telefone, eles decidiram se encontrar. Logo em seguida, os dois já sabiam que o relacionamento iria durar.

Como só tinham 20 anos na época, ambos resolveram ganhar mais experiência em vez de correr para o altar. Após dois anos de namoro, parecia que a hora certa havia chegado. O casal quis tornar o relacionamento oficial.

Quinn trabalhou muito para comprar um par de alianças modesto, feito de prata de lei com zircônia cúbica. Ariel não se importou nem um pouco. Segundo ela, o mais importante era se casar com o seu melhor amigo. A noiva adorou as alianças pelo que elas simbolizam.

apost.com

Infelizmente, nem todos apoiaram. Enquanto Ariel e Quinn compravam os anéis na Pandora, uma vendedora fez um comentário sarcástico, dizendo que os homens que compram esse tipo de par de alianças de noivado são patéticos. É óbvio que ela não percebeu que era exatamente isso que o casal a sua frente estava fazendo.

Essa declaração magoou demais o então noivo (agora marido) de Ariel.

Quinn se sentiu um fracassado e começou a ficar preocupado com o fato de a namorada não querer mais se casar porque ele não poderia presenteá-la com coisas caras.

Mas ela logo colocou as coisas em ordem. Ariel disse à vendedora que o tamanho do anel não importa; é o amor entre duas pessoas que conta. O casal comprou as alianças e saiu da loja.

Pouco tempo depois, Ariel e Quinn se casaram. Logo que ela escreveu sobre a sua experiência, a publicação viralizou. A própria Pandora respondeu, dizendo que a experiência do casal com a vendedora foi lamentável e que não reflete os valores da empresa.

O que você achou? Você ficaria feliz com uma aliança de noivado pequena ou espera algo com um pouco mais de ostentação? Você tem a sua própria história de noivado? Conte para a gente nos comentários, e não deixe de repassar este artigo para seus amigos e familiares!