Menino de 11 anos chora depois de ser convidado a se retirar de partida por ser grande demais

Em uma recente competição de rugby da União, Leonidas Hinekiteao, de 11 anos, ficou devastado quando os dirigentes o retiraram de campo por ser grande demais em comparação aos demais jogadores. Leonidas foi expulso do jogo durante uma partida do torneio Springs Sevens, em Sydney, Austrália.

O jovem vinha jogando com seus companheiros de equipe desde o começo da temporada.

Nesse jogo, porém, um dos dirigentes o removeu do jogo antes mesmo do pontapé inicial. O dirigente explicou que ele tinha o dobro do tamanho dos outros competidos, e a diferença de altura era contra as políticas estabelecidas no livro de regras do Rugby Australiano, como reportado aqui no News.com.au.

As regras do Rugby Australiano exigem que os jogadores que possuem menos de 15 anos sejam avaliados sobre a altura e peso, e não podem jogar se excederem as orientações previstas. Se os jogadores estiverem acima do limite para sua faixa etária, eles podem ser movidos para até duas séries superiores.

apost.com

Na categoria que Leonidas Joga, os limites são 164 cm de altura, e 64 kg em peso.

O New South Rugby Union emitiu uma nota sustentando os dirigentes por terem tomado a decisão de tirar o menino da partida, dizendo que era necessário que todos fossem capazes de jogar de maneira segura.

Nenhum tipo de avaliação de altura ou peso foi feita de fato durante o jogo. A decisão foi tomada puramente na aparência do garoto.

A sua mãe usou o Facebook para revelar que o menino tinha sido autorizado pela União sobre a sua altura, e foi colocado na liga inferior a 12 anos. Ela postou um vídeo que mostra o filho às lágrimas depois de ter sido removido do jogo.

Ayala, a mãe do garoto, é de Christchurch, na Nova Zelândia. Ela alega que um dos dirigentes foi até ela com a alegação de que o "menino grande" não poderia jogar mais. Isso tudo havia sido provocado por causa de reclamações da equipe adversária, mesmo que embora ele já tivesse sido permitido a jogar na ocasião.

Ela nota que a organização aceitou o menino e pegou seu dinheiro só para expulsá-lo durante uma importante partida. Foi a má organização que permitiu o menino se equipar e entrar em campo antes de fazer qualquer exigência sobre seu tamanho ou peso.

Leonidas tentou entrar em campo novamente após ser expulso. Os dirigentes porém, não deu início à partida enquanto ele não saiu do campo. Em demonstração de apoio, seus companheiros de time saíram do campo com ele e abandonaram a partida, em protesto à falta de ética dos dirigentes.

Você acha de tudo isso foi causado por uma má administração dos dirigentes? Conta pra gente nos comentários, e compartilhe esse artigo com seus amigos e familiares para descobrir qual a opinião deles também.