Lewis, o coala que foi resgatado de um incêndio por uma mulher em um famoso vídeo, morreu por causa dos ferimentos

Lewis, o coala que foi resgatado dos incêndios florestais da Austrália por uma mulher, visto em um popular vídeo, acabou falecendo por causa de seus ferimentos.

O vídeo do resgate circulou o mundo depois que essa corajosa mulher o pegou de árvores em chamas em um terrível incêndio florestal em New South Wales, na Austrália. Toni Doherty estava na região quando viu o coala tentando atravessar a rua, seu corpo estava cercado por chamas dos arbustos.

"Eu sabia que deveria colocar algo ao redor dele logo que eu corri para as árvores, então eu somente tirei minha camiseta e o cobri com ela. Eu só queria tirá-lo de perto do fogo, pois estava muito quente e assustador", disse Toni à 9News.

O vídeo mostra que ela arriscou a própria vida ao ficar tão perto das chamas para salvar a criatura chorosa, mas ela disse à rede de notícias que sabia que só precisava tirá-lo de lá o mais rápido que pudesse.

apost.com

Lewis foi levado às pressas para a clínica Port Macquarie Koala Hospital onde a equipe o deu oxigênio e tratou de suas feridas. Estimava-se que ele tinha 14 anos, de acordo com a a href="https://twitter.com/lizziepearl/status/1196938985454465024?s=20">repórter

Lizzie Pearl, que estava no local, e acabou sofrendo graves queimaduras. O pequeno e forte coala estava se alimentando e parecia melhor, mas infelizmente, o hospital anunciou hoje que ele havia falecido.

O hospital postou nas redes sociais que, depois de fazer tudo o que foi possível por ele, "Ellenborough Lewis" precisou ser eutanasiado. Suas queimaduras não estavam melhorando, e eles souberam que seriam melhor evitar mais sofrimento ao pobrezinho. "A prioridade número um do hospital do coala, é o bem-estar dos animais, por esse motivo, essa decisão precisou ser tomada".

Cheyne Flanagan, diretor da clínica disse ao The New York Times que "Nós temos esses animais únicos, que não são encontrados em nenhuma outra parte do mundo, e nós estamos os matando. Esse é um grande alerta".

Os noticiários alegam que, enquanto os cuidadores estão tratando dos ferimentos dos coalas e retirando-os de florestas em chamas o máximo que puder, os incêndios ameaçam seu habitat de maneira assustadora. Estima-se que pelo menos 350 dos 700 coalas da região morreram, mas os esforços nos resgates continuam. O The New York Times também confirma que os coalas não estão "funcionalmente extintos" como foi reportado.

Descanse em paz coala Lewis. Você concorda que devemos tomar atitudes mais drásticas contra os incêndios florestais? O que pode ser feito para ajudar os coalas? Conta pra gente nos comentários abaixo.