Adele emagrece cerca de 45 kg - hoje, aos 32 anos, ela está linda e mais esbelta

Mar 31, 2021 by apost team

A premiada cantora Adele está no topo das paradas desde que a sua música "Chasing Pavements" chegou à Billboard Hot 100 em 2009. Desde então, Adele nos presenteou com hits atemporais, como "Hello", "Rolling in the Deep", "Someone Like You", "Skyfall" e "Rumor Has It", entre muitos outros. Não tendo lançado nenhum álbum novo desde 2015, a cantora parece estar mais focada em seu desenvolvimento pessoal e na família do que na música no momento.

Adele é mãe do pequeno Angelo Adkins e, em vez de fazer música, Adele está se concentrando na família e na própria saúde. A artista decidiu passar por uma mudança drástica e perdeu quase 45 quilos. Essa perda de peso veio como um choque para os fãs e os meios de comunicação, já que ela não publicava fotos de si mesma há meses e, de repente, apareceu mostrando seu "novo" corpo. Motivada a ficar saudável para que pudesse ser uma mãe melhor para o seu filho, a jornada de perda de peso de Adele é uma que parece ter deixado a cantora extremamente feliz, saudável e confiante.

Ela não só fez declarações sobre os benefícios de ficar em forma, como também se abriu sobre outras práticas que a ajudaram a se sentir uma pessoa mais centrada e adulta. Em 2020, ela falou sobre o livro "Indomável" da autora Glennon Doyle e como ele a ajudou a viver uma vida melhor e mais autêntica. Estamos adorando ver Adele crescer de todas as formas e mal podemos esperar para ver como essas mudanças positivas na vida afetarão sua arte.

Leia o artigo até o final para assistir ao vídeo completo :-)

Adele (2008), (Mark Larner/Photoshot/Getty Images)

A cantora britânica Adele tornou-se uma superestrela internacional por sua voz e composições. Nascida em 5 de maio de 1988, e batizada como Adele Laurie Blue Adkins, a sensação musical cresceu no distrito de Tottenham (página em inglês), em Londres, com sua mãe, Penny Adkins. Penny Adkins criou Adele sem a ajuda do pai, Marc Evans, pois ele deixou a família quando a menina tinha apenas 2 anos. De acordo com o "Express Night Out", Adele começou a cantar aos 4 anos. Algum tempo depois, a mãe de Adele encontrou trabalho como organizadora de atividades de aprendizagem de adultos e fabricante de móveis, então a dupla se mudou para Brighton, uma cidade que se estende ao longo da costa sul da Inglaterra.

Em 1999, elas voltaram para Londres, onde primeiro se estabeleceram em Brixton (página em inglês) e depois mudaram-se novamente para West Norwood (página em inglês). Adele frequentou uma notável escola de artes cênicas, a BRIT School de artes performáticas e tecnologia, em Croydon, formando-se em maio de 2006. Não é de se admirar que ela tenha chegado ao estrelato, já que foi da mesma turma de outras cantoras famosas, como Leona Lewis e Jessie J. Apenas alguns meses após a formatura, Adele começou a gravar suas músicas de própria autoria.

Anos mais tarde, em uma entrevista à "Vogue", ela revelou que sua professora de música do ensino médio não era muito boa e era "desencorajadora", e que apenas na BRIT School ela conseguiu o tipo de tutoria que ajudou sua carreira musical a se tornar o que é hoje. Tony Castro, que era o chefe do departamento de música da escola, insistia que os alunos escrevessem suas próprias canções.

apost.com

Adele (2008), (Jon Furniss/WireImage/Getty images)

Tendo começado a escrever suas próprias canções, Adele publicou duas delas na publicação de artes online, "Platforms Magazine" - "Daydreamer" e "My Same". Na mesma entrevista à "Vogue", ela agradeceu a Castro, seu ex-professor:

"Se não fosse por ele, eu provavelmente não teria escrito 'Hometown Glory' e 'Daydreamer'. Eu acho que ser professor é um dos trabalhos mais importantes do mundo. Se eu não pudesse mais ser música, é [isso] o que eu faria."

Pouco depois de colocar suas músicas na internet, uma das demos foi postada por um amigo no Myspace, levando Adele a receber uma ligação de Richard Russell (página em inglês), da XL Recordings (página em inglês), garantindo-lhe um encontro com produtores musicais. Aparentemente, ela não sabia se a reunião era legítima, pois só conhecia a gravadora Virgin Records (página em inglês), então ela levou um amigo junto. Ela assinou com a gravadora e sua carreira profissional começou. Pouco tempo depois ela foi apresentada a Jonathan Dickens, que se tornaria seu empresário e permanece até hoje.

Na entrevista à "Vogue", ela comentou que Dickens a leva a todas as reuniões e envolve no lado empresarial das coisas, o que lhe trouxe paz ao longo dos anos, já que sua carreira apenas decolou. Ela acrescentou:

"Uma das coisas que eu mais aprecio na minha carreira agora é que a minha equipe principal continua mesma, então todos nós tivemos essa experiência juntos, o que se torna muito especial. Pode ser muito solitário apenas crescer e crescer - mas não quando eu tenho todos ao meu redor."

Adele (2011), (Jon Kopaloff/FilmMagic)

A música que levou Adele à derradeira fama, "Hometown Glory", foi lançada em outubro de 2007, e nessa época ela já havia oferecido seus vocais para outros artistas e também se apresentado em pequenos shows na área de Londres. Quando seu álbum de estreia, "19", foi lançado em 2008, Adele já havia recebido o Brit Awards Critics Choice (página em inglês) e havia sido nomeada como a melhor artista revelação de 2008 em uma pesquisa da BBC. Quando "19" finalmente saiu, não decepcionou. Nomeado por causa idade que tinha quando escreveu e compôs a maior parte das canções do álbum, "19" ganhou elogios da crítica, com um comentário dizendo que ela tinha o "potencial de se tornar um dos artistas internacionais mais respeitados e inspiradores de sua geração". Acertaram em cheio!

Suas músicas já tinham conquistado o público do Reino Unido, mas ainda não eram conhecidas em outros países. Ela chegou até a planejar uma turnê para os Estados Unidos, mas precisou cancelar por razões pessoais. No entanto, em outubro de 2008 ela se apresentou no "Saturday Night Live" em um episódio que contou com uma aparição de Sarah Palin, e que rendeu ao programa sua maior audiência em 14 anos. Da noite para o dia, "19" ganhou sucesso no iTunes e nas paradas da Billboard, abrindo as portas do reconhecimento internacional.

Em fevereiro de 2009, Adele foi indicada quatro vezes ao 51º Grammy Awards, incluindo Melhor álbum do ano e Melhor música do ano. Ela acabou ganhando o prêmio de Melhor artista revelação e Melhor performance vocal pop feminina por "Chasing Pavements", consolidando seu status no mundo da música. Ela também se apresentou ao vivo na cerimônia.

Adele (2015), (Samir Hussein/GC Images)

Seguindo "19", o segundo álbum de Adele, "21", foi lançado em janeiro de 2011 para fazer um sucesso ainda maior do que o primeiro. Dessa vez, ela utilizou influências da música "country" norte-americana depois que o motorista do seu ônibus de turnê colocou algumas canções para tocar quando ela estava se apresentando no sul dos Estados Unidos. Disse ela à "SPIN Magazine": "Foi realmente emocionante para mim, porque eu não cresci ouvindo (esse tipo de música)". O álbum fala sobre um término de relacionamento e apresenta uma de suas canções mais famosas agora, "Someone Like You".

Infelizmente, enquanto fazia várias turnês, ela teve problemas nas cordas vocais e sofreu até uma hemorragia. Ela precisou cancelar duas turnês e passar por uma microcirurgia, além de fazer um repouso vocal prolongado. No entanto, ela fez seu retorno ao vivo no 54º Grammy Awards anual em 2012, onde ganhou todas as seis categorias nas quais foi indicada, tornando-se a segunda artista feminina a ganhar tantos prêmios em uma única noite, depois de Beyoncé. Em seguida, ela escreveu e compôs a música tema do filme "007 - Operação Skyfall", sobre o famoso espião James Bond.

Não seria até 2015 que o mundo ganharia um novo álbum de Adele. Continuando a tradição de nomeação de seus álbuns anteriores, ela lançou "25" em novembro de 2015. Disse ela na época:

"Meu último álbum foi um álbum de separação e, se eu tivesse que rotular este, eu o chamaria de um álbum de reconciliação. Reconciliação pelo tempo perdido. Reconciliação por tudo que eu fiz e não fiz. '25' é sobre conhecer quem eu me tornei sem perceber. E eu sinto muito que tenha demorado tanto tempo, mas foi a vida, sabe."

Adele (2016), (Anthony Harvey/Getty Images)

Talvez sem perceber, a citação de Adele sobre seu álbum "25" deu o tom para a próxima fase de sua vida. Sem o peso da juventude e de suas experiências iniciais, a cantora estava começando a trabalhar em si mesma de dentro para fora, enquanto crescia e começava a descobrir quem era. "25" conta com o hit "Hello" e, como em seus álbuns anteriores, quebrou recordes e garantiu a ela todos os cinco Grammy Awards para os quais foi indicada naquele ano. Ele foi o álbum mais vendido em 2015 em todo o mundo, com 17,4 milhões de cópias.

Adele passou os anos seguintes fazendo turnês pelo mundo com seus sucessos, e foi a artista principal do Festival de Glastonbury (página em inglês) em 2016. Em 2019 ela insinuou que um novo álbum estava a caminho, mas depois revelou que infelizmente teve que ser adiado devido à pandemia. Nos últimos anos, Adele tem levado uma vida bastante calma, curtindo uma pausa após dominar a indústria musical global e ter feito tantas turnês, e passando tempo com seu filho Angelo Adkins, a quem ela divide a guarda com seu ex-marido Simon Konecki.

Apesar de não ter músicas novas para compartilhar com o mundo, Adele é ativa nas redes sociais e, por isso, pudemos ter um vislumbre de sua transformação física e espiritual que ocorreu nos últimos anos. Tendo tido problemas de peso desde sempre, Adele começou a mostrar sinais de emagrecimento por volta de 2017-2018. Mas desde então sua perda de peso tornou-se mais pronunciada e ainda mais pessoas começaram a notar. Em seu aniversário em maio de 2020, Adele parecia uma pessoa completamente diferente em uma foto publicada em seu Instagram.

Adele (2017), (Frazer Harrison/Getty Images)

Em seguida, numa atitude atípica, Adele fez uma publicação em seu Instagram em agosto de 2020 falando sobre um livro de autoajuda intitulado "Indomável" (página em inglês), divulgando algumas informações pessoais. Postando uma foto da capa do livro, ela escreveu:

"Se você estiver pronto - este livro vai mexer com o seu cérebro e fazer sua alma gritar. Eu estou tão pronta para mim mesma após ler este livro! É como se eu tivesse voado para dentro do meu corpo pela primeira vez. Ufa! Qualquer um que tenha a menor capacidade de realmente deixar fluir ir e ceder a si mesmo com qualquer tipo de desejo de manter-se firme à vida - Faça. Leia. Viva. Pratique. Nós somos muito! Mas estamos destinados a ser muito! .. (sic) 'Uma vida boa é uma vida dura!'"

E ela continuou, mencionando a melhor maneira de ler o livro:

"Leia o livro com uma caneta na mão para fazer anotações porque você vai querer reler alguns trechos, confie em mim! Eu não sabia que era a única responsável pela minha própria alegria, felicidade e liberdade!! Quem diria que a nossa própria libertação liberta aqueles ao nosso redor? Antes, eu não sabia! Eu achava que deveríamos ser estressados, bagunçados, confusos e altruístas como personagens da Disney! QueBaitaAchado! Você é maravilhosa Glennon ♥️"

Adele realmente passou por alguns bocados tendo crescido na classe proletária e lutado contra o peso por grande parte da vida. Ela também admitiu beber bastante e ter lutado contra a depressão pós-parto, além de seu casamento fracassado com o ex-marido Simon Konecki.

Apenas alguns meses depois, Adele estreou oficialmente seu novo visual esbelto para o mundo, quando apresentou o "Saturday Night Live" em outubro de 2020, fazendo sua primeira aparição na televisão em quase quatro anos. Não foi a primeira vez que ela esteve no programa; no entanto, dessa vez ela não só cantou, como também atuou em várias esquetes. Ela disse ao público:

"Sou eu, Adele, e meu Deus, como estou animada por finalmente estar apresentando esse programa."

"Um programa que eu não só amo de coração, mas que deslanchou minha carreira aqui na América há 12 anos", acrescentou. "Veja, eu fui uma convidada musical em 2008, quando Sarah Palin entrou com a Senhorita Tina Fey", continuou Adele.

"Então, obviamente, alguns milhões de pessoas sintonizaram para assistir e o resto é história,"

Ela fez um trabalho incrível como apresentadora, mostrando seus talentos na atuação, comédia e canto. Em uma das esquetes, ela interpretou uma participante em "The Bachelor" que repetidamente invadia a música, para o aborrecimento de seus concorrentes, enquanto, em outra, a cantora de 32 anos interpretou um fantasma em uma mansão assombrada, seguida por Pete Davidson. Adele interpretou também uma cliente de Kate McKinnon, que fazia uma vidente, em que elas zombavam da época que estamos vivendo: "Não vejo shows em 2020, apenas cores", disse McKinnon a Adele.

A noite não só mostrou os incríveis talentos performáticos de Adele, mas também sua transformação física completa. Saber que ela trabalhou em seu interior tanto quanto no exterior é maravilhoso. O futuro parece incrivelmente brilhante para Adele, e mal podemos esperar para ver o que ela fará a seguir.

O que você achou do novo visual de Adele? Se gostou deste artigo, não deixe de compartilhá-lo com seus amigos e familiares!

Continue rolando para ver mais histórias :-)